4 coisas que aprendi vivendo no Marrocos

Você pode gostar...

11 Resultados

  1. Mapa na Mão disse:

    Que interessante. Quase compramos passagens para o Marrocos nesta semana e estou louca para conhecer. Adorei ler sobre a tua experiência e deve ter sido demais estes 2 meses por lá. Abraço!!

  2. Viajar é viver..,.é isso mesmo ! Já fui várias vezes a Marrocos (até porque é pertinho aqui de Portugal…) e surpreendo-me sempre. Um bom adjectivo mesmo para esse povo é mesmo determinação e…desenrasque ! Eles resolvem qualquer situação no meio do nada !!
    Boas viagens!

  3. Andrea disse:

    A receptividade é algo super importante mesmo, principalmente quando somos um “estranho no ninho”. Que bom que teve impressões positivas.

  4. Beneth, maravilhoso seu relato. Ainda não estive no Marrocos, mas pretendo conhecer em breve. Mesmo assim, desde que cheguei na França tenho conhecido muita gente de lá e da região e pude constatar basicamente as mesmas coisas que você. A questão do desperdício no Brasil realmente chega a ser surreal – não só os consumidores, como as próprias lojas e restaurantes.

  5. quanta experiência boa Beneth, deve ser muito incrível morar em um local igual ao Marrocos com uma cultura tão distinta da nossa e o seu mochilão pela Europa deve ter sido maravilhoso! E o que você disse sobre a comida é algo a se pensar, afinal jogamos tanta coisa fora que poderia ser aproveitada pra quem não tem nada!

  6. Juliana Moreti disse:

    Muito bom teu relato!
    Sair da nossa zona de conforto nos faz abrir a cabeça.
    Ir para um local (dentro ou fora de nosso paìs) e vivenciar uma realidade muito diferente da nossa é um choque de realidade. Eu moro no centro de SP e acho um absurdo o desperdício de comida que vejo jogado no lixo no final da tarde e me choco ainda mais com a quantidade de moradores de rua ciscando aquele resto (no qual eles são obrigados e pegar do lixo).

  7. É isso aí! Viajar não é somente tirar fotos dos pontos turísticos, mas aprender mais sobre um povo, uma cultura, para que nos tornermos pessoas melhores!

  8. lid costa disse:

    Eu adoro essas culturas que valorizam os alimentos, fico muito chateada com desperdício, tanta gente passando fome no mundo e ainda tem gente que joga comida boa no lixo. Outra coisa que me surpreendeu no post foi a questão do couchsurfing, não tinha idéia de que isso existia no Marrocos tb, muito legal saber!

  9. 4 pontos a interessantes que fazem parte do país que Marrocos é. Confesso que especificamente Marrakesh é uma das minhas cidades preferidas no mundo

  10. Juliana disse:

    Fui convidada ir a Marrocos para conhecer a família de um Francês, sua origem, história de vida. Porém o conheço faz dois meses e não me sinto segura, mesmo ele tendo um excelente cargo de responsabilidade em uma Universidade, já fez várias palestras no Brasil. O que me recomendão? Gostaria de ir, porém tenho medo.

    • Olá Juliana, tudo bem?
      No geral, eu diria que é tranquilo, o Marrocos é bem seguro e o povo é bem receptível. Porém acho que você deve avaliar a situação, se a pessoa é realmente confiável. Tente responder algumas perguntas, como: Como você conheceu essa pessoa? Por que ela estaria te convidando para ir até lá? Por que valeria a pena ir?

      Acredito que assim você vai conseguir decidir se vale a pena ou não, ou se é seguro ou não.

Deixe uma resposta